pt-bren
pt-bren

TECEMOS ENCONTROS

para promover a diversidade

Somos amantes da cultura popular brasileira.

Vemos, através de suas muitas cores, as infinitas oportunidades que se apresentam quando estamos vivendo os folguedos, a possibilidade de se identificar e honrar a nossa ancestralidade, de se descubrir humano, de sentir que pertencemos a um corpo coletivo que projeta alegria e liberdade por onde passa.

A MÚSICA DA CULTURA POPULAR

E como a música é o fio de ouro que apresenta o nosso norte, é nela que nos debruçamos.

Sempre com olhar de criança para ouvir os mais velhos, vamos seguindo em busca dos timbres, melodias e ritmos que nascem da nossa terra até chegar na raiz, e aí reconhecer o traço primeiro que compõe esse desenho sonoro das matrizes indígenas, ibéricas e negras que compõe nossa brasilidade musical.

TROCAS E RELEITURAS

Se encontramos as raízes, é certo que um dia será possível gerar frutos, gerar releituras.

Para que uma releitura seja boa, é preciso que, antes, se tenha lido muito bem a “obra de arte”.

Por outro lado, no nosso entender, a continuidade e a valorização das culturas tradicionais só vai ocorrer se houver intercâmbio, atualização e re-interpreteção.

A troca de saberes e fazeres, é, assim, essencial para a vivacidade da cultura, seja ela popular ou urbana, tradicional ou contemporânea.

BIODIVESIDADE E DIVERSIDADE CULTURAL

Na natureza, nos ecosistemas e biomas a vida depende da diversidade. Um dos principais motivos da extinção de uma espécie é o empobrecimento genético, a perda de variação quando ocorrem muitos cruzamentos entre parentes próximos que enfraquece a continuidade dessa linha biológica viva.

O mesmo pode ocorrer com a cultura. Se um grupo tem pouca troca com outros, de suas formas de fazer música, cantar, tocar, improvisar, compor e dançar, maior será a probabilidade dessa cultura entrar em decadência, ser pouco valorizada ou até esquecida.

CRIATIVIDADE A PARTIR DA DIVERSIDADE

A ordem é absorver a diferença para manter-se vivo.

Por isso, a importância das releituras: para que o encontro entre o rural e o urbano, o tradicional e o contemporâneo, o erudito e o popular possam se fortalecer mutuamente e propiciar mais criatividade a partir da diversidade.